"Somos inocentes em pensar, que sentimentos são coisas possíveis de serem controladas. Eles simplesmente vêm e vão, não batem na porta, não pedem licença. Invadem, limitam, alegram"

Quem sou eu

Porto Alegre, RS, Brazil
Cozinheira em constante evolução.
Violino é mais do que um Simples e comum Instrumento Musical...
é Um representante musicista de Espirito, Sentimentos e Emoções...

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Tem coisas que não se falam...

Nesta semana duas coisas me deixaram extremamente irritada...
O passado e o presente!!!
Digo isso em relação a minha vida amorosa.


Meu passado não se arruma...
E meu presente, não me ajuda!!!!


Estou cansada de tanta coisa, que nem sei mais o que me cansa!!!
Sabe quando você enxerga uma luz no fundo do túnel e quando você vai chegando perto, ela se apagar???
Foi exatamente o que aconteceu comigo...
Vi uma saída desse grande vazio dentro de mim... e o que aconteceu foi eu achar um buraquinho mais fundo no meu poço sem fim!!!


Existem coisa que nunca devem ser ditas para pessoas que não merecem...
Seja palavras boas... ou ruins!!!
Ouvi dos dois tipos....
Alguém que não pretendia me ter por mais que um segundo... me fez acreditar que estaria comigo pelo tempo que eu deixasse...
E alguém que diz se importar comigo... continua a me perfurar com palavras cheias de rancor...


Sinceramente... cansei!!!!
Não quero ouvir mais mentiras amorosas...
E tão pouco verdade maldosas!!!! 



segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Mil e uma...

Hoje é um dia que estou particularmente irritada, estressada, nervosa e odiosa!!!!
Odeio quando me dizem não...
Odeio quando me tratam feito criança...
E profundamente odeio quando não atendem a merda do celular!!!!

Eu fico irritada quando dizem que vai ligar e não ligam...
Eu fico irritada quando se fazem de esquecido...
E fico totalmente enlouquecida quando lembro que você disse!!!

Eu fico estressada quando lembro da noite que te conheci...
Quando lembro que meu coração disparou...
E como eu sei que deveria controlar tudo dentro de mim!!!!!

Eu estou nervosa por não conseguir falar com você...
Por ter motivos para te encontrar e você ser tão sossegado e deixar pra lá...
E por eu ter acreditado em tudo que você me falou, mesmo sabendo que não deveria acreditar!!!!

E fico despedaçada, por que quando você disse que poderia confiar em você e me pediu para fazê-lo...
Eu realmente o fiz...
E quando você se foi...
Eu fiquei triste!!!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Meu Nome Não Rima com Nada!!!!

Meu nome é diferente... e daí?
Mania besta das pessoas, essa de achar que tudo tem que ser bonitinho, igualzinho, simétrico ou linear...
Antes ser Brisllian "sem rima", do que ser Beatriz "sem sal"!!!

Sem contar, com os sem alma... sem escrúpulos... sem sentimentos...
Metidos... malditos... escarrados e bandidos!!

Sou assim... em toda vastidão do meu ser!!!
Sinta o que eu sentir...
Fale o que eu falar...
Ame do jeito que eu amar!!!
Ou até mesmo no meu odiar.

Nem tudo tem rima...
e as vezes o que rima, não anima!!!
Ihh... rimou...rsrsrs

Mas falando sério... Por que sempre tem que ter rima pra ser belo?
Amor e Dor rimam, mas combinam?
Não quero que doa sempre que eu amar!!!
Por isso eu afirmo:
Eu quero o que combine...

Por que as vezes rimar não tá com nada!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

"Eu não parei de te amar. Só perdi os motivos para continuar alimentando esse sentimento."

Me deu um friozinho na barriga quando eu soube...
Meu coração disparou depois de meses quieto...
Meu rosto ficou quente...
E minhas mãos suaram!!!
E neste mesmo instante eu ouvi um grito dentro da minha mente: NÃO SEJA IDIOTA!!!!!!!


Grande coisa...
Não era nem para eu saber de nada!!!
Quem coisa irritante...
Agora vou ficar pensando nisso...
Perder horas preciosas do meu dia pensando nisso!!


Mas foi previsto...
Eu sonhei um dia antes...
Minha mãe falou 5 dias antes!!!


Acho que vou mudar de profissão...
Virar Vidente!!!


Mas tanto faz... não me importa mais!!!
Como eu disse... nem era pra eu saber!!!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

O que resta depois do fim...

Passo horas antes de dormir pensando em todos os erros que cometi em meu ultimo ano...
Definitivamente eu errei muito!!!
Mas quem não erra?

Decidi olhar no fundo da alma de quem não possui uma...
Decidi amar alguém tão egoísta e tão consumido pela mentira de sua própria existência... que acabei sendo engolida por suas farsas e acreditando em suas ilusões mentais.

Nesse momento, vejo como sou vulnerável!!
Como é fácil identificar minhas carências, e obter algo de mim e sobre mim!!

Pelo menos agora tomei uma decisão que deve me trazer um pouco de sossego...
Quando este pesadelo passar, e eu conseguir confiar nas pessoas novamente...
E finalmente eu decidir que ainda vale a pena amar... 
Amarei menos a outra pessoa... olharei mais para mim!
E se este momento chegar... e este vazio dentro de mim incomodar menos...
Vou poder olhar para o céu e enxergar o brilho das estrelas... não como algo casual ou com ceticismo... Voltarei a ver a beleza das coisas simples...
Voltarei a acreditar que é possível se feliz...
Voltarei a ser eu mesma!!!  

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Infelizmente!

"Esse texto marca o fim de uma época da minha vida,
da qual por muito tempo pensei que era feliz e satisfeita!
Hoje, vejo que estava vendada... com um véu que a principio parecia belo...
E que agora eu enxergo que estava mofado e bolorento."

O amor acabou?
Se não acabou... está nas últimas!!
Se o amor fosse palpável...
Certamente o meu estaria murcho, quebrado ou muito danificado.


Há um mês eu ainda confiava, acreditava e fazia planos.
Hoje, só quero que você fique longe!
Não foi só o amor que foi envenenado por seus atos.
Tudo de bom que eu via em você se foi.


Ficou um vazio dentro de mim,
Um sentimento indefinido, e desconfiado.
Como podemos nos enganar tanto com as pessoas?
Não enxergar o que está debaixo do nosso nariz...


Assim eu fiz...
Confiei em quem só queria me usar...
Me dediquei, a quem só pretendia se aproveitar dos meus sentimentos...


Minha maior tristeza,
é saber que dediquei o melhor de mim para um ser que não sabe amar...
Que o egocentrismo é tão arraigado em seu ser, que perdeu a compaixão...
E que vive em uma mentira tão grande, que o próprio acredita nela...


Não me sinto culpada por ter te amado,
nem por ter lutado por ti, pois te amei.
Você matou meu amor.
E provou que além de não ser um príncipe, também não é um sapo...
Você é um monstro!


Cheio de falsas verdades e palavras insignificantes...
Manipulador de situações, nunca é o culpado, parabéns isso é uma arte!
Parabéns? Será? Está sendo bem sucedido?
Não é o meu destino que está traçado e marcado sempre à sombra alheia, é o teu!


Posso ser previsível, temperamental, explosiva e louca...
Mas tem algo que eu tenho certeza que não sou: Parasita!
Afinal, será que você é tão inteligente assim como pensas?
Eu acho que não!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Como as coisas mudam e a gente vê quão idiotas somos quando amamos...

Esta é uma carta de amor.
Uma carta que não chegará ao destino.
E que mesmo que chegasse, seria indiferente.
Nesse momento já não o interressa o que sinto.... ou por que sinto.
É para eu me senti menos sufocada.
Cá estou eu, escrevendo novamente sobre meus sentimentos platônicos.

Como poderia descrever o que sinto por você sem ser repetitiva?
Bom, uma vez te disse que você faz eu me sentir tão bem, que eu sentia que poderia ser uma pessoa melhor. Quando penso em você, meu dia muda, minhas metas mudam, eu realmente quero ser  melhor, simplesmente para você se orgulhar de mim. E não dá para evitar, é simplesmente inevitável esse tipo de pensamento.

Estaria mentindo se dissesse que só recordo dos momentos ruins. A maior parte dos meus pensamentos são voltados para os momentos maravilhosos que tivemos, em como me sinto segura, de como é fácil sorrir quando estou contigo e de como me sinto mais mulher em sua compania. De como é gostoso ficar deitada no seu peito, e ouvir a batida do teu coração.

Tivemos e temos nossos momentos, muito bons, e outros não tão bons. E sempre acreditei que quem estragava tudo era eu. Por isso sempre me controlava.

Realmente é muito difícil não repetir para você, as palavras que em certas ocasiões me falou. Seja por que eu ainda não consiga entender os seus sentimentos ou por que não entenda como não pode haver algum. Pois sempre tentei melhorar, busquei ser melhor, se não por mim, por você.

Eu te disse que nunca considerei ter amado antes, mas com você nunca tive dúvidas quanto a isso. Mas nunca será o bastante.

Minhas sensações vão além de um simples prazer mometaneo, são bem mais complexos e profundos. Um calor correto, que me preenxe, e completa.

O engraçado é que eu não conseguiria falar isso pra você, já estaria chorando... e/ou gritando... me perderia e esqueceria as palavras.

Quando me abraça, não é um carinho qualquer. É como se você, com seu super-poder, fizesse adormecer todo medo e angustia que existe dentro de mim. A energia que faz eu seguir adiante me direciona a você, e tentar me livrar deste sentimento consome demasiadamente de mim.

Certa vez, ouvi você dizer que as vezes a gente tem algo muito bom, mas que por querer ter outras coisas, acabamos perdendo o que temos, que é muito bom. E só percebemos quando já é muito tarde.

Eu sei que não devemos ficar com alguém só por ficar, mas as vezes não percebemos o valor das pessoas, dos momentos e dos sentimentos. E tudo se vai, pelo simples erro de achar que é só mais um, e que existem outros iguais.

Eu sei que somos diferentes e que você não considera isso bom. Mas meus excessos emocionais as vezes me ajudam a crescer. E você podereia me ajudar a utilizar meus sentimentos de uma maneira saudável.

Quando afirmo meu amor, faço com convicção. Eu enxergo em meio de todas essas lágrimas e confusão, que deve ser difícil para você considerar em amar alguém tão diferente de você. É mais fácil apostar no igual, no controlável. E eu posso ser temperamental, mas no meio de tanta explosão, duvido que não tenha encontrado meu lado doce. E é isso que guardo pra ti.

Um sentimento pode ou não durar para sempre. Mas eu não quero passar meus dias acreditando que tinha algo tão bom dentro de mim e decidi simplesmente arrancar. Afinal, fazer isso apagaria minha doçura, principalmente por que ela está totalmente ligada a você.

E agora preenchida por tanta mágoa das tristezas que você me fez passar, aprendi a dormir sem sua respiração.
Aprendi a acordar e não querer saber como você está.
E me acostumei com a idéias que tudo que eu achava de bom em você , não passava de uma grande farsa.
Quando lembro dos nossos momentos bons, agora já envenenado por toda lama que você jogou em meu coração, recordo com tristeza. Pois por um breve instante, considerei que tão pouco me faria feliz.
Amar nos faz cegos, mas isso não é vergonha.
Vergonha é o outro saber do nosso sentimento, e pisar nele como se pisa em uma barata.
E utilizar da doce leveza destes sentimentos puros, para satisfazer sua vontade, corrompida pela avareza e luxuria.